14 de maio de 2018

RoPE

O RoPE, Robô Programável Educacional, é um brinquedo de programar, o qual crianças programam uma sequencia de ações que será reproduzida pelo robô. Com apenas cinco botões, o RoPE possibilita o engajamento de crianças da educação infantil e séries iniciais do ensino fundamental (3 a 8 nos) em atividades de resolução de problemas com conceitos matemáticos, pertinentes a sua faixa etária como: observar, visualizar e descrever posições, direções e movimentos usando palavras comuns; reconhecer movimentos em linha reta e rotações, combinando-as em situações simples (por exemplo ir até um local na sala) e reconhecer ângulos retos.

O robô possui quatro botões de direção (para a esquerda, para a direita, para frente e para trás) e um botão de ação, que faz o RoPE executar os caminhos selecionados. Para as executar as atividades com a criançada, um tapete pedagógico é estendido em uma mesa. O tapete sugere atividades que podem trabalhar formas geométricas, numerais e situações lúdicas. Como o robozinho possui sons para cada ação diferente, crianças com deficiência visual também poderão brincar e aprender com ele. Dessa forma de aprendizagem, o RoPE auxilia no desenvolvimento cognitivo e motor, além de estimular a interação e planejamento de ações e ampliar o raciocínio lógico e matemático.

Indiretamente o brinquedo também afeta os educadores, que através do uso deste artefato tecnológico podem utilizar os brinquedos como ferramenta para trabalhar conceitos que estão relacionados tanto a competências e habilidades cognitivas quanto no desenvolvimento e reconhecimento de aspectos emocionais.

O uso de brincadeiras que envolvam tecnologia, além de proporcionar o desenvolvimento destas habilidades permite que as crianças tenham um primeiro contato com jogos de programação tangível, estas atividades geralmente despertam o interesse dos estudantes por eletrônica/engenharia e principalmente por compreender como as coisas funcionam, neste contexto, como o brinquedo se movimenta.

RoPE invade escolas públicas de Santa Catarina

Em parceria com a prefeitura de Balneário Camboriú, o Lite já disponibilizou 12 RoPEs para 4 escolas da rede pública do município. O objetivo é, até o final de 2017, efetuar a entrega de 30 robozinhos. Eles irão auxiliar aproximadamente 4.300 alunos em atividades diversas dentro e fora de sala como contar histórias, resolver problemas lógicos, ensinar noções espaciais entre outros.

Antes de ir à escola, o dispositivo é apresentado aos professores, que também são treinados para lidar com a inovação. Espera-se que o robozinho, que tem autonomia de duas horas contínuas de funcionamento, participe de até oito seções com os alunos a cada semestre letivo.

Referências

RAABE, André; Rodrigues, Alzira J.; Santana, André; Vieira, Marli; Rosário, Tatiane; Carneiro, Ana Carolina. Brinquedos de Programar na Educação Infantil: Um estudo de Caso. XXI Workshop de Informática na Escola. Anais do IV Congresso Brasileiro de Informática na Educação. Maceió, 2015.

Versão atual do RoPE


Versão: Beta 03
Lançamento: Outubro/2017
Material: MDF – 3mm
Dimensões: 12cm x 10cm x 14cm

Manuais do RoPE

Versão Beta 02: Download

Integrantes do projeto:

André Raabe

André Raabe

Coordenador do LITE

Função

Orientar o pessoal, evitar a bagunça, dar ideias e orientar os projetos individuais. Dar colo e palmadas quando necessário.

Rodrigo Ramos Martins

Rodrigo Ramos Martins

Bolsista
Felipe Teixeira de Souza

Felipe Teixeira de Souza

Bolsista

Quem sou eu?

Sou Felipe Teixeira de Souza (Ou Teixeirinha) , acadêmico de Engenharia Mecânica. No lite sou conhecido como o parteiro de RoPE’s , já que monto esses pequeninos robozinhos.

Curso: Engenharia Mecânica

Ivan Dias de Jesus Filho

Ivan Dias de Jesus Filho

Bolsista

O que faço no laboratório?

Sou o programador básico do laboratório, mas também gosto de ajudar de outras formas nos projetos.

Curso: Ciência da Computação