Segundo Seminário Ciência na Escola discute a necessidade de inovação e inclusão na educação

O Segundo Seminário Ciência na Escola: Inovação e Inclusão, realizado pelo LITE em parceria com a Univali e com apoio da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), aconteceu na última sexta-feira, 13, e contou com a presença das palestrantes convidadas Dra. Lúcia Giraffa e Dra. Cristina Delou, além de falas de Dr. André RaabeRenate Raabe e Aline Gonçalves, da equipe do LITE. Depois das palestras foi aberto um momento para perguntas e debate sobre os assuntos discutidos para os quase 60 participantes do evento. 

Foto: Jean Aseff

Os principais assuntos discutidos na palestra foram a necessidade de mudanças na educação, inovação tecnológica e do currículo e inclusão. O Dr. Raabe abriu o evento apresentando os projetos realizados pelo LITE, como o Robô Programável Educacional, o RoPE, o LITE is Cool, compartilhando experiências dos dois anos de parceria do projeto com o Colégio de Aplicação da Univali, e mostrou alguns dos projetos desenvolvidos por bolsistas e mestrandos de computação e educação, como os Eletroblocks. 

Renate Raabe, psicóloga, apresentou o projeto LITE is Cool: Altas Habilidades, parceria do LITE com o AEE que trabalha com crianças superdotadas da rede pública de ensino falou da importância de espaços e métodos de ensino dedicados a esse grupo de alunos. O projeto acontece atualmente em parceria com o AEE de Itajaí e será ampliado para Balneário Camboriú. Já a mestranda em educação Aline Gonçalves contou sobre suas experiências como gestora de escolas de ensino infantil e sobre seus estudos envolvendo tecnologia e sala de aula. 

Dr. André Raabe, Coordenador do LITE. Foto: Jean Aseff
Renate Raabe, psicóloga. Foto: Jean Aseff
Aline Gonçalves, mestranda em educação. Foto: Jean Aseff

Pesquisadora de Altas Habilidades e Superdotação pela UFF, Dra. Cristina Delou falou sobre a diferença de inclusão de alunos com superdotação e alunos PCD, contou experiências com alunos de altas habilidades, falou das diferentes formas como isso pode ser identificado na criança e como lidar com esses alunos no atual sistema. 

Lucia Giraffaprofessora titular da Escola Politécnica/Computação da PUC-RS, falou dos seus mais de 20 anos de experiência como professora, profissão que diz exercer com muito orgulho, falou de inovação além da tecnologia, da necessidade de ressignificar o papel de professor e promoveu uma reflexão sobre criatividade, inovação e empatia com os alunos. 

Dra. Cristina Delou, pesquisadora de Superdotação e Altas Habilidades. Foto: Jean Aseff
Dra. Lúcia Giraffa, professora titular da Escola Politécnica/Computação da PUC-RS. Foto: Jean Aseff,

Após as falas dos palestrantes, foi aberto um debate sobre a necessidade de inovação e inclusão na educação, com participação ativa dos quase 60 participantes ali presentes. O evento abre portas para discussões pertinentes sobre a necessidade de mudar o cenário atual da educação. 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *